Qual a sua opinião sobre a disputa do McDonald’s?

Antes de expressar minha opinião, vamos discutir sobre a disputa primeiro.

Não é uma disputa, mas uma guerra em si. Que foi travada em 3-4 batalhas entre Mcdonald’s (Mc) e Vikram Bakshi (Vb).

PRETEXTO:-

Durante 1996, Mc decidiu expandir sua operação para a Índia (região norte e leste).

Depois de muitas tentativas, Mc finalmente colaborou com a Vb por meio de joint venture (parceria 1: 1, isto é, participação nos lucros) e fundou uma empresa chamada CPRL.

Vb foi eleito MD entre outros membros do conselho de administração e conseguiu fazer da CPRL uma empresa altamente lucrativa nas regiões norte e leste da Índia.

1ª BATALHA: –

Durante 2013, Mc colocou alegações em Vb por má conduta de poder devido a algumas supostas irregularidades financeiras causadas por Vb ** (a veracidade dessas alegações é discutida na 3ª batalha).

Vb então reclamou dessa alegação na frente do CLB (conselho de direito das empresas, agora chamado NCLT). E, como reação, Mc entrou com um processo no tribunal de Londres (LCIA) contra essa má conduta.

Vb então entrou com um processo no tribunal de Delhi, afirmando que Mc não pode envolver a LCIA nesse assunto, e esse assunto deve ser resolvido no tribunal indiano.

No entanto, o Supremo Tribunal negou provimento ao recurso de Vb e deu um sinal verde à LCIA para prosseguir neste caso.

Finalmente, por LCIA, Vb foi expulso do posto de médico, mas ainda permaneceu como membro do conselho de administração.

Assim, a primeira batalha vencida por Mc.

2ª BATALHA: –

Em meados de 2017, 40 lojas de Mc em Nova Deli fecharam por não renovar a licença de alimentos e continuação da operação por aproximadamente 4 meses após o vencimento da licença.

A investigação revelou que a Vb propositadamente não renovou a licença no prazo devido.

Em sua defesa, Vb disse: – Os produtos finais dos alimentos e o processo de fabricação não estavam dentro dos padrões; portanto, até o comitê de inspeção de alimentos aprovar o processo e o produto final, a licença não pode ser renovada.

Após a inspeção, as informações de Vb permaneceram corretas e Vb venceu a batalha dessa vez.

3ª BATALHA: –

Em setembro de 2017, a NCLT (ou CLB) apresentou sua decisão afirmando que “era ilegal e inapropriado remover Vb do posto do MD e ele deveria ser restabelecido o mais rápido possível. ** (após essa decisão, ficou claro que Vb foi enquadrado por Mc por causa da má conduta)

Mc recusou-se a agir e encerrar sua parceria (decisão unilateral) com Vb de uma vez por todas, encerrando suas operações nas laterais norte e leste.

Então Mc revelou que também estava em parceria com outra empresa para operações nas regiões oeste e sul. Assim, a operação de Mc ainda continuava em algumas partes da Índia.

Assim, esta batalha ganha por Mc.

4ª BATALHA: –

A Vb apelou em um tribunal supremo de que, durante o contrato de joint venture, a Mc não havia mencionado nada sobre o outro contrato. Portanto, outro contrato é inválido e ilegítimo. Vb também apelou por sine die (suspensão da ordem em qualquer operação na Índia) para Mc, que foi concedida pelo Supremo Tribunal em outubro.

A partir de agora, Vb está vencendo essa guerra e Mc sofreu uma enorme perda neste caso e na decisão de morrer.

CONSEQUÊNCIA:-

Atualmente, 10.000 funcionários perderam o emprego e centenas de fornecedores são traídos por Mc.

MINHA OPINIÃO:-

Na minha opinião, a NCLT deveria tentar consertar entre Vb e Mc, resolvendo seus conflitos de ego e decisões injustas. Pelo menos, para o bem de 10.000 funcionários, eles devem encerrar suas operações de maneira adequada, para receber de volta seus salários.

Obrigado pela leitura.